Sub 20 participará da Copa São Paulo de Futebol Jr

A Federação paulista de Futebol divulgou na tarde desta sexta-feira (14) os grupos da 46ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ao todo serão 26 sedes, sendo 24 no interior e duas na capital, com a presença de 104 equipes de todo o Brasil.

Entre as 104 equipes está o Serrano sub 20 que vai colocar em campo os talentos de Teixeira de Freitas, que poderão brilhar  e mostrarem o seu futebol para principal vitrine do futebol Brasileiro, a equipe vai a São Paulo com o comando do professor Gerson.

A Copa São Paulo de Futebol Júnior ou Copinha é uma competição de futebol masculino juvenil sub-20 do Brasil. É organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) e inclui clubes não só de São Paulo, mas de todo o Brasil e, eventualmente, clubes de outros países.

Originalmente a competição era chamada de Taça São Paulo de Juniores e era organizada pela Prefeitura de São Paulo, e não pela FPF. Em 1987, o então prefeito Jânio Quadros decidiu não arcar com a Taça São Paulo, que não foi realizada naquele ano.

Disputada desde 1969, acontece sempre no início do ano (em algumas edições, o torneio foi realizado em dezembro do ano anterior), de modo que a final seja disputada, preferencialmente, no aniversário da cidade de São Paulo (25 de janeiro). As duas primeiras edições foram disputadas apenas por clubes do estado de São Paulo, mas, a partir de 1971, a competição passou a receber clubes de todo o Brasil. Desde então, a Copinha, apelido dado a competição, é um torneio muito observado por imprensa, torcida, empresários e clubes, uma vez que é considerada a principal oportunidade para se descobrir futuros craques do futebol brasileiro.

Entre 1993 e 1997, a FPF convidou equipes estrangeiras para participarem da disputa: Boca Juniors (Argentina), Peñarol (Uruguai), Cerro Porteño (Paraguai), Nagoya Grampus Eight e Yomiuri Verdy (ambos do Japão), além das seleções sub-20 do Japão e da China. Os primeiros clubes estrangeiros a participarem da competição foram o Providencia do México em 1980, o Vélez Sársfield da Argentina em 1981 e 1982 e o Bayern de Munique da Alemanha em 1985. Como todas elas caíram na primeira fase, a organização da Copinha abandonou a ideia, mas em 2010, uma nova equipe estrangeira foi convidada para a disputa: o Al-Hilal, da Arábia Saudita. Em 2014, o Kashiwa Reysol, por motivo de patrocínio, participou da competição[1] e foi a primeira equipe estrangeira a passar de fase.[2]